segunda-feira, 25 de setembro de 2017

É PRIMAVERA

MARIA AMELIA LEAL (amelia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: SP
idade: De 71 a 80 anos
POESIAS



É PRIMAVERA



Bom dia, boa tarde, boa noite
Sequencia das estações nos dias
Meses, anos, tristezas, alegrias
Novas perspectivas,quiçá harmo nias!

Há no ar cheiro de natureza
Há sorrisos de esperança
Há flores, cores, há beleza
Há a juventude, há criança!

Mas existe muita tensão
Os dias que ainda virão
As pessoas estão sofridas
Inseguranças em sua vidas!

Há crises e há desempregos
Há desânimos e há tristezas
Gente! É chegada Primavera
Oremos todos por nova era!

Seja benvinda cara estação
Trazendo perfume promissor
Trazendo paz, compreensão,
União, alegria e muito amor!

(Maria Amélia Leal)

SETEMBRO

MARIA AMELIA LEAL ( amelia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: SP
idade: De 71 a 80 anos
sexo: feminino
categoria: POESIAS

SETEMBRO



Saúdo-te mês da primavera
Que tragas aprazível era
Como as alegrias e cores
Como a estação das flores!

Saúdo-te com a esperan ça
De esperar independência
Como o cântico da criança
Como pedido de inocência!

Traga cálice da honestidade
Para atender a necessidade
Para dar a responsabilidade
Para haver a prosperidade!

Saúdo-te vozes clamando
Melhores dias implorando
Perfumes no ar pairando
As boas novas esperando!

(Maria Amélia Leal_

Óculos Escuros

Antonio Carlos Ramos ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino

Óculos Escuros

Hoje ela vai se casar
Em seu rosto há muita alegria
Toda vestida de branco
Num carro para igr eja seguia
Para mim toda esperança
Findava se nesse dia
E juntos aos convidados
Essas cenas eu assistia

Óculos Escuros, Óculos Escuros
Estou usando
Não quero que ela veja
Que por ela estou chorando

Ao som da orquestra
Na igreja ela vai entrando
Entre uma multidão
Todos aplaudindo e cantando
Junto aos pés do altar
Alguém esta lhe esperando
Em um canto da igreja 
Sem querer estou chorando

Óculos Escuros, Óculos Escuros
Estou usando
Não quero que ela veja 
Que por ela estou chorando

Em frente ao altar
Ouvi-a dizer o sim
Eles trocaram aliança
Para um amor sem fim
Todos esses juramentos
Um dia ela fez para mim
Vi morrer a ultima esperança 
Naquela igrejinha do Bomfim

Óculos Escuros, Óculos Escuros.
Estou usando
Não quero que ela veja 
Que por ela estou chorando

Na saída da igreja
Uma multidão a cumprimentar
Entre parentes e amigos
Eu Também estava lá 
Desejei toda felicidade
Aquela que tanto jurou me amar
Aos poucos me afastava 
Para outra vez chorar.

tonyramos

A Nova Jerusalém

Antonio Carlos Ramos ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino
categoria: POESIAS

titulo: A Nova Jerusalém

 Esta noite tive um sonho lindo
Pelas ruas de uma cidade eu caminhava
Era linda gloriosa e cheia de esplendor.
Notei que ela fora feita com muito amor
O sol e a lua e as estrelas ali não existiam mais
Uma forte luz a cidade iluminava
As ruas e as moradas eram de ouro e brilhava
E sobre os muros havia pedras preciosas
No meio um rio de agua cristalina corria
E vi também a arvore do fruto da vida
Eu caminhava e olhava ha minha frente
E a cidade parecia que não tinha fim
Em meu coração senti uma imensa alegria
Pensei então que a profecia se cumpria
Era essa a cidade que Deus fez para mim

Jerusalém, Jerusalém Cidade dos sonhos meus.
Cidade bela, Cidade formosa. 
Feita pelas mãos do meu Deus
Sei que muitos sonharam estar ali um dia
Tinham esperanças que nessa cidade eles habitariam

Ouvi um cântico e uma linda melodia
De longe eu avistei uma grande multidão
No meio um trono e nele um homem sentado
A cada passo que eu dava deles me aproximava
Sentia uma paz tão grande no meu coração
E o povo e os anj os o adoravam e diziam amém
Era Jesus que se encontrava no meio deles
E com eles cantava também
Então nesse instante comecei a compreender
Era nessa cidade que para sempre eu iria viver
Pois eu estava na nova Jerusalém.

Jerusalém, Jerusalém Cidade dos sonhos meus.
Cidade bela, Cidade formosa. 
Feita pelas mãos do meu Deus
Sei que muitos sonharam estar ali um dia
Tinham esperanças que nessa cidade eles habitariam.

tonyramos

JAC, 02/07/2017

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Antonio Carlos Ramos (a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino
categoria: POESIAS

Mangueira Velha


Mangueira Velha
Eu e ela sempre estivemos aqui
Os seus frutos com ela eu colhi
Provando o sabor do seu néctar
Debaixo de sua sombra
O beijo dela eu também pude provar
Ate um balanço eu fiz pra ela
Daqui muitas vezes
Vimos findar uma tarde tão bela
O sol se despedia de nós
Enquanto eu estava nos braços dela

Mangueira velha, Mangueira Velha.
Um dia ela foi embora
E aqui nunca mais apareceu
O tempo passou e você envelheceu
Isso também comigo aconteceu 
Sei que sempre viveu sozinha
Um amor na sua vida não tinha
Para como eu poder recordar
Sei que dela não se esqueceu
E ainda continua dando flores
Na esperança de que ela volte 
Para colher o fruto seu
Sei que isso e pura fantasia
Ela partiu e desde aquele dia
Para sempre ela nos esqueceu.


Jac 27 de julho de 2016

a.carlos.ramos2011@bol.com.br

DIA DOS AVÓS

MARIA AMELIA LEAL (amelia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: SP
idade: De 71 a 80 anos
sexo: feminino
categoria: POESIAS



DIA DOS AVÓS

Cheirinho aconchegante
De liberdade constante,
A casa sempre aberta
A alegria que desperta!

Avós que substituem
O s pais trabalhando
Com atenção influem
Pessoas se formando!

Aquele abraço amigo
No neto como abrigo
É o doce preparado
Para o neto amado!

É a alegria da neta
O sorriso desperta
Do neto, progresso
Para avós: sucesso!

Avós, portos seguros
Socorrendo nos apuros
Recebam de todos netos
Seus abraços e afetos!

(Maria Amélia Leal)
Dia 26.07 -
Dia dos Avós

ALTERNATIVAS

MARIA AMELIA LEAL (melia.leal@aasp.org.br)

cidade: São Paulo
estado: 0
idade: De 71 a 80 anos
sexo: feminino
categoria: POESIAS

ALTERNATIVAS

Buscar nas asas da poesia
O riso perdido da alegria
O som do mar, da maresia,
Soprar do vento, nostalgia!

Olhar pássa ros, voar
Liberdade de rir, subir
Descer, ficar e partir!
Falar, andar, parar,ir...

A mergulhar no tempo
Nos folguedos criança
Na juventude, alento
No adulto, esperança!

Idosos, sentimentos
De cultivar momentos,
Com vida, com saúde
Vivendo em plenitude!

Dizer para tristeza
De férias, já estou
Até logo realeza,
Licença, já me vou!

(Maria Amélia Leal)

Lírios Do Campo

Antonio Carlos Ramos (a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino
categoria: ESTÓRIAS

Lírios Do Campo


Eu embalava no sono
Quando o Senhor me chamou
Ele olhando nos meus olhos Falou
Filho vem comigo vo u lhe mostrar
Um lindo cenário você vai ver
Sei que jamais vai esquecer

Há lindo lugar ele me levou
E um jardim colorido ele me mostrou
Os perfumes das flores exalava no ar
Eram tão lindas nunca vi nada igual
Disse o Senhor olhai, são lírios do campo.
Que esta a contemplar
Um dia eles aparecem
E sozinho também eles crescem
Mostrando sua infinita beleza
Eles são a maior riqueza
Que existe sobre essa terra
Um dia eles morrem e volta a renascer
Mas nunca deixei de olhar para eles
Mas ouça o que vou lhe dizer
Nem Salomão com toda riqueza que eu dei
Nenhum um dia se vestiu como um deles.
Mas ouça o que vou lhe dizer
Nem Salomão com toda riqueza que eu dei
Nenhum um dia se vestiu como um deles.

JAC 03/11/2016
a.carlos.ramos2011@bol.com.br

Um Amor Para Sempre

Antonio Carlos Ramos ( a.carlos.ramos2011@bol.com.br)

cidade: Jacarezinho
estado: PR
idade: De 61 a 70 anos
sexo: masculino
categoria: POESIAS

 Um Amor Para Sempre

Sentado na minha varanda
Recordo quando nós nos conhecemos
Um dia junto aos pés do altar
Um jur amento nós dois fizemos
De um amor para toda vida
E junto nos envelhecermos
Hoje eu olho para trás
E vejo o caminho que nós percorremos

Seus cabelos estão grisalhos
Brancos estão os cabelos meus
Junto percorremos a longa estrada da vida
Quase ao final dela chegamos você e eu
Estamos prestes a cumprir
A missão que aqui Deus nos deu.

Sei que um dia haverá uma partida
Ela vai ser bastante doida
Para quem aqui ficar
De uma coisa eu sei querida
Que numa outra vida
Um dia vamos nos encontrar
Uma linda historia eu quero escrever
Porque novamente ao seu lado
Para sempre irei viver.

Seus cabelos estão grisalhos
Brancos estão os cabelos meus
Junto percorremos a longa estrada vida
Quase ao final dela chegamos você e eu
Estamos prestes a cumprir
A missão que aqui Deus nos deu.